Marketing de conteúdo: entenda como é feita a estratégia e a produção

O consumidor mudou. Hoje, ele está online, pesquisando, conversando, comprando… E você sabe como isso muda o marketing? Completamente! Anúncios inconvenientes estão perdendo espaço para um marketing relevante
Postado por Grupo Adapta em 04/01/2017
Compartilhe:
Marketing de conteúdo: entenda como é feita a estratégia e a produção

O consumidor mudou. Hoje, ele está online, pesquisando, conversando, comprando… E você sabe como isso muda o marketing? Completamente! Anúncios inconvenientes estão perdendo espaço para um marketing relevante e interessante: o marketing de conteúdo. A ideia é oferecer informação útil na hora e locais certos e, com ela, atrair e ajudar os consumidores em sua decisão de compra. Quer saber como?

No post de hoje, vamos conhecer um pouco melhor essa novidade, como é feita uma boa estratégia e qual sua importância!

1. Conheça seu público
Como a palava de ordem dessa nova era do marketing é a relevância, é preciso saber o que é relevante. Para isso, conhecer o público é fundamental e deve ser o primeiro passo de sua estratégia. Com quem você quer falar? Como essas pessoas usam a internet? Do que elas precisam?

São perguntas que podem ser respondidas com pesquisas realizadas por empresas especializadas, acompanhando o comportamento dos seus consumidores em seus canais e até entrevistando seus clientes. Esta primeira etapa vai guiar desde a construção de um bom site, com as informações e ferramentas certas, até que tipo de conteúdo produzir. Lembre-se de que decisões baseadas em “achismo” podem representar prejuízos no futuro, por isso, sempre fundamente bem suas escolhas em dados.

2. Esteja presente nos canais certos
Escolha os canais digitais certos e invista. São eles que vão propagar seu conteúdo e fortalecer o relacionamento com seu público.

Ter um site e um blog é o básico do marketing digital. O conteúdo publicado neles melhora seu posicionamento nos buscadores, como o Google e eles também dão base para outras ações, como os anúncios na web, além de ajudar a construir o relacionamento com seus clientes. Além deles, esteja presente nas redes sociais mais utilizadas por seus consumidores e potenciais consumidores, estude a possibilidade de usar o e-mail para fortalecer o relacionamento com seus contatos, além de ferramentas mais ousadas, como os aplicativos.

Mas atenção: o conteúdo veiculado nos seus canais deve ser sempre original, atual e relevante.

3. Tenha conteúdo variado
Além do conteúdo do blog e das redes sociais, mais leve e simples, crie vídeos, e-books e materiais com informações mais aprofundadas. Um consumidor informado é um consumidor mais próximo da decisão de compra.

Por isso, é importante oferecer conteúdo para todas as etapas dessa decisão, desde os assuntos mais abrangentes que despertam o interesse no blog até as informações mais específicas sobre o produto que ajudam a escolher um modelo.

4. Tenha conteúdo para web
Parece uma dica redundante, mas é importante que seu conteúdo seja feito para a web. O conteúdo na internet é diferente das revistas, TV, folhetos, entre outros canais não digitais. Ele precisa ser objetivo, fácil de ler e de navegar e precisa ser otimizado.

Esse é o papel da Search Engine Optimization (SEO), a otimização do site para os buscadores, que tem como objetivo garantir que seu site seja encontrado em ferramentas como o Google.

5. Mensure e acompanhe os resultados
A possibilidade de mensurar resultados é uma das grandes vantagens do marketing na web e do marketing de conteúdo. Com o uso de ferramentas, muitas vezes gratuitas, como é o caso do Google Analytics, você pode acompanhar quem acessou seu conteúdo, quantos acessos ele teve, quantos usuários chegaram a comprar produtos, entre outras informações importantes.

Isso permite que você invista seus recursos e esforços de forma mais inteligente, fortalecendo as ferramentas e conteúdos que funcionam e descartando ou adaptando o que não deu tão certo assim.